Estrelas do Mar
fortificações costeiras de Portugal continental



prémio Távora 2020

O Prémio Távora é organizado pela Secção Regional do Norte da Ordem dos Arquitectos (OASRN) em parceria com a Fundação Arquitecto José Marques da Silva (FIMS), contando com o patrocínio da Ageas Seguros,na 16ª edição. Surge como homenagem ao arquitecto Fernando Távora que, enquanto arquitecto e pedagogo, foi uma influência para sucessivas gerações de arquitectos. Relaciona-se com os hábitos do arquitecto que, durante toda a vida, viajou pelos vários continentes para estudar a arquitectura de todas as épocas. É um prémio anual e nacional destinado a todos os inscritos na OA, para a melhor proposta de viagem de investigação. O objectivo é incentivar e valorizar a Viagem de Investigação enquanto instrumento de formação do arquitecto.

O Prémio Fernando Távora possibilita aos arquitectos uma preparação através de experiências reais, valorizando a importância da viagem e do contacto directo com outros países para a formação da cultura do arquitecto. Lançado em 2005, o prémio distinguiu até agora os arquitectos: Nélson Mota, Sílvia Benedito, Maria Moita, Cristina Salvador, Armando Rabaça, Marta Pedro, Paulo Moreira, Sidh Mendiratta, Susana Ventura, André Tavares, Maria Neto, Eliana Sousa Santos, Isa Clara Neves, a equipa, Carla Garrido de Oliveira, Filipa de Castro Guerreiro e Pedro Bragança, e a equipa Luís Ribeiro da Silva e Margarida Quintã.

A proposta “Estrelas do mar: Fortificações Costeiras de Portugal Continental” foi distinguida pelo júri da 16ª edição do galardão por ser inédita, contribuindo para um conhecimento atualizado e sistemático do património defensivo costeiro, através da utilização do desenho e das novas tecnologias numa uniformização, em termos de apresentação. “A maioria destas Estrelas está documentada, em levantamentos antigos, estudos parcelares aprofundados, muito excelentes, compilações amadoras e rotas específicas em zonas turísticas, mas o seu conjunto merece uma análise inclusiva, numa perspectiva crítica, contemporânea e arquitectónica”. O Júri da 16ª edição foi presidido pela jornalista Paula Moura Pinheiro e contou com Eduardo Queiroga, José Bernardo Távora, Paula Silva, Maria da Graça de Tavares e Távora Pereira Coutinho (em representação da família do Arquitecto Fernando Távora).

Mais informações: https://www.oasrn.org/premio.php?inf=premio